Posted by on Fev 10, 2011 in Fugas de informação | 0 comments

Alguns assinados por N.O.C.U. META O. NARIZ, os antigos jornais de Sintra falaram de homens que abrem caixões e morrem do coração, escreveram sobre o primeiro comboio a entrar na estação da vila ou sobre o teleférico que ia começar a ser construído…. em 1939. Até hoje.

Foi em Sintra, na Casa do Eléctrico, onde o historiador João Rodil fez uma viagem aos jornais do maior concelho do país. Para João Rodil, não seria possível conhecer muita da história do país sem a memória das antigas páginas dos jornais, muitos deles feitos à mão. Guardam histórias, curiosidades, poemas. Em 1886 o Jornal de Cintra anunciava a entrada da primeira locomotiva na estação de S. Sebastião, conhecida hoje em dia como Estação de Sintra. “Nesse dia houve boda!”, explicou João Rodil. No entanto, foi só um ano depois que as ligações habituais começaram.

A Bisnaga é o primeiro jornal burlesco. Ninguém o assinava, todos assinavam com um único nome: N.O.C.U. META O. NARIZ.

Em 1986 surge o jornal que conta uma história no mínimo caricata. Um homem viajava de terra em terra a pedir e à noite dormia num caixão. Uma noite, perto do palácio de Queluz, decidiu ali ficar e dormir, como sempre, dentro do caixão. Na altura, um outro homem passava por perto. Parou para ver o que se passava, tocou no viajante e este acordou. Conclusão: o curioso morreu do coração.

No Jornal Saloio, criado em 1898 é possível saber que foi de Sintra que saiu a pedra que fez uma estátua que hoje está perto dos Jerónimos, em Lisboa. Já em 1923, O Regional conta que um grupo de pastores descobriu um lagarto de 93 centímetros. Ficou em exposição durante uns tempos.

Por curiosidade, a 24 de Abril de 1939, o jornal Concelho de Sintra, um título do regime, fazia um anúncio de grande impacto: estava para breve o teleférico até à Pena. Até hoje.

Depois da viagem ao passado dos media de Sintra, Guilherme Leite (SintraTV) e Ezequiel Quintino, director da RCS, fecham um acordo: o Sintra Canal e a Rádio Clube de Sintra fecham um acordo. A primeira WebTV nascida nas mãos de saloios junta-se ao tradicional microfone do concelho para juntos serem mais fortes. A parceria vai resultar em pequenos vídeos feitos pela TV dos debates organizados pela rádio. Por outro lado, semanalmente vão ser filmadas as sugestões para a semana a seguir, em cooperação com a RCS. “Os órgãos de comunicação social devem ser parceiros, devem colaborar e cooperar”, palavras de Ezequiel Quintino, depois de um acordo fechado à nossa moda saloio: um abraço e palavra de honra.

Boas palavras para todos

Lista apresentada pelo historiador João Rodil

1836 – Jornal Semanal do Gabinete de Leitura de Sintra (manuscrito, dois números) 1856 – O Saloio (impresso, um número) 1884 – Jornal de Vila Verde (manuscrito, dois números) 1885 – Jornal de Cintra (49 números, custava 10 Reis) 1908 – Paços do Concelho 1885 – O Sintrense 1887 – Galmour de Sintra - A Bisnaga (jornal burlesco) - A Gazeta de Sintra; em 1908 passa para Periódico Monárquico; em 1910 passa para Periódico Noticioso Agrário e Agrícola 1892 – Folha de Sintra 1893 – Aurora de Sintra 1894 – O Chicote (jornal burlesco) - O Ratão (jornal burlesco)

1896 – Correio de Cintra (até 1904) 1898 – Jornal Saloio (até 1901) 1898 – Ecos de São Pedro (número único) 1898 – Progresso de Sintra (até 1906) 1908 – Ecos de Sintra 1910 – Concelho de Sintra 1914 – O Penaferrinho 1915 – A Árvore (número único para comemorar o dia da Festa da Árvore) 1919 – A Voz de Sintra (três números) 1921 – O Regional 1922 – O Grilo (até 1926) 1923 – O Despertar 1923 – O Estudante (manuscrito; dois números) 1924 – A Gazeta Desportiva (primeiro desportivo)

1924 – A Semana de Sintra 1926 – Sintra Regional 1926 – Sintia 1930 – Folha do Estado (primeiro gratuito) 1934 – Jornal de Sintra (o mais antigo e que ainda existe) 1938 – Mastronço 1939 – Concelho de Sintra 1940 – O Estudante de Sintra (um número) 1944 – O Escuteiro de Sintra (um número) 1945 – Fraternidade Colectiva (Misericórdia) 1986 – Rádio Clube Sintra 1987 – Rádio Ocidental (vendido à RR e passa para Mega FM; Rádio Ocidental funciona na internet) 2009 – SaloiaTV