A Pegada da Internet nos Jornais: Tendências e Desafios do Papel

Este é o meu trabalho final de mestrado. Aqui fiz uma reflexão sobre a passagem dos jornais para o online e fui ver dois casos práticos: a redacção do Público e do jornal i. O primeiro case study analisa como um jornal considerado como tradicional se adaptou à nova realidade. No segundo, é estudado o nascimento de uma marca de jornal que se quer ser uma referência no online desde o início. A defesa da dissertação foi feita em directo, online.  A principal pergunta é: será que o papel vai acabar? Se não, qual o futuro dos jornais?

1. A sociedade a entrar na internet
1.1. O primeiro Log-in da Humanidade
1.2. Uma Sociedade (inter)ligada em rede
1.3. A Rede
1.4. Trabalho informacional
1.5. A Rede e os media
1.6. O ‘On’ e o ‘Off’ da internet
1.7. “A Tecnologia é a Sociedade”

2. Tendências na migração para o online
2.1. O tombo dos jornais
2.2. Adoptar o online: passar de um meio quente para um meio frio
2.3. Uma nova vida dos jornais na internet
2.4. Os limites da diversidade
2.5. Que página na internet?
2.5.1. A interactividade
2.5.2. A internacionalização dos formatos
2.5.3. A net transforma-se em ‘última hora’

3. À procura da sustentabilidade económica
3.1. Como financiar um jornal
3.2. Os altos e baixos dos números
3.3. Que modelo de negócio?
3.4. Estar na net ainda é um favor ao leitor?
3.5. Uma questão de nome e credibilidade
3.6. O lugar do jornalista na rede
3.7. Chegámos ao fim dos jornais?

4. Case Studies: Nascer e Mudar para o Online
4.1. Público
4.1.1. Descrição
4.1.2. Os números
4.1.3. O site

4.2. Jornal i
4.2.1. Descrição
4.2.2. Os números
4.2.3. O site

Conclusão
Bibliografia